top of page

Carta Mensal - Setembro 2023

O que aconteceu de mais importante em inovação e tecnologia no mês de setembro, compilado para você!

O que você vai ver nesse material:

  • Dados do mês: nuvini faz IPO na Nasdaq; Startups latino-americanas captam US$ 554 milhões em setembro; OpenAI será a próxima big tech?

  • Índices e ações: Big techs, Tech BR e Cripto

  • Análise macro: Brasil e mundo

  • Principais notícias do mês: GetNinjas anuncia redução do capital social e restituição a acionistas; BNDES seleciona fundos para investir em startups

  • Recomendações: "Fintech 100" by CB Insights

 

📈 Dados do mês


💵 OpenAI será a próxima big tech?; Investimentos de VC ultrapassam US$ 64 bilhões no terceiro trimestre

Em novembro de 2022, a #OpenAI lançou o #ChatGPT. O chatbot de IA generativa logo se tornou um sucesso e alcançou 100 milhões de usuários em apenas dois meses (até então, nenhum aplicativo conseguiu ultrapassar essa marca) e deu início à corrida de gigantes da tecnologia pelo domínio da inteligência artificial.


➡️ Sobre a OpenAI


Fundada em 2015, a OpenAI operava inicialmente como um laboratório de #IA sem fins lucrativos. Entre seus fundadores, estão Elon Musk (que permaneceu até 2018) e Sam Altman (atual CEO da OpenAI). Seu objetivo fim era criar um modelo de inteligência artificial geral (#AGI), que superaria a inteligência humana.


Em 2017, pesquisadores do Google publicaram um artigo descrevendo uma técnica revolucionária de machine learning (#ML), capaz de processar uma grande volume de dados. A OpenAI aprimorou essa técnica com dados extraídos da internet, que resultou no modelo #GPT.


Em 2019, a OpenAI se tornou uma empresa privada, com o objetivo de fim de atrair mais recursos para criar e treinar modelos de IA cada vez mais sofisticados. Para mais detalhes sobre a fundação da OpenAI e suas iniciativas, confira nosso report "IA Generativa" aqui!



➡️ Investimentos na OpenAI e suas vantagens competitivas


No total, a #OpenAI já captou US$ 14 bilhões. Estima-se que US$ 13 bilhões foram originados da #Microsoft, cuja divisão de nuvem #Azure está fornecendo poder computacional para OpenAI. Em troca, a big tech integrará soluções avançadas IA aos seus produtos e serviços, e receberá a maior parte dos lucros gerados.


#ZoomOut: A integração da IA aos seus produtos e serviços é um fator decisivo para sustentar o crescimento das outras big techs nos próximos anos. Nesse sentido, a Microsoft está bem posicionada e tem realizado investimentos maciços, com o objetivo de identificar novos catalisadores de receita (e lucro). Go deeper.


Apesar da recente queda e ascensão dos concorrentes, o #ChatGPT ainda recebe 60% do tráfego dos 50 principais sites de IA generativa, segundo dados da Similarweb e The Economist. Entre os motivos, a OpenAI foi pioneira na IA generativa e os altos custos relacionados ao treinamento de modelos #GPT, que criaram uma barreira à entrada de concorrentes.


Mas não é apenas o #ChatGPT: uma das principais vantagens da #OpenAI em comparação aos seus concorrentes é que seu negócio está cada vez mais orientado para uma plataforma #B2B, com modelos abertos de IA. Estes são generalistas e têm atraído cada vez mais grandes clientes corporativos (de grandes bancos às big techs).


#ZoomOut: Só para treinar o GPT-4 (seu modelo mais recente), a Open AI desembolsou US$ 100 milhões. Além disso, a OpenAI tem um fundo de US$ 175 milhões para investir em startups menores de IA, que podem integrar novas aplicações na sua plataforma.



➡️ Riscos da OpenAI e próximos capítulos da corrida da IA


Apesar das vantagens de ter sido pioneira, isso também faz a OpenAI assumir uma série de riscos. Entre eles, o alto custo de experimentação de novos modelos de IA. Estima-se que a OpenAI perdeu US$ 500 milhões no ano passado nessa etapa.


Além disso, clientes corporativos podem querer reduzir sua dependência da IA aberta, por receio de ficarem presos aos produtos generalistas da OpenAI e preocupações quanto à privacidade de dados internos. Isso pode resultar na migração para soluções como códigos abertos para criação de modelos próprios e integração de soluções mais sofisticadas de seus concorrentes.


Entre eles, está a #Anthropic (com Claude2 e captação de US$ 1,2 bilhão no 3T'23), o #Google (Bard e Gemini, sendo que este promete ser mais poderoso que o GPT-4) e a própria #Microsoft (acesso aos modelos mais recentes da OpenAI, que podem ser replicados pela big tech).


➡️ Investimentos de VC em negócios de IA


Em meio à ascensão da OpenAI e seus concorrentes, a tese de investimento na inteligência artificial levou os venture capitalists a investirem US$ 40 bilhões em startups do setor no primeiro semestre de 2023 (25% do total). Apesar dos mega rounds associados à IA generativa, não houve grandes mudanças na trajetória de queda dos investimentos de VC no período.


No terceiro trimestre, os investimentos (todos os setores) totalizaram US$ 64 bilhões. Entre as rodadas em destaque de IA generativa, estão as empresas #Anthropic e a #Databricks, que juntas captaram cerca de US$ 5 bilhões (8% do total) no trimestre.


➡️ Principais notícias de empresas de IA (setembro de 2023)


#Amazon investirá até US$ 4 bilhões na #Anthropic. Fundada em 2021, a startup de IA criou o chatbot Claude (concorrente do ChatGPT). A iniciativa prevê a integração de soluções junto à AWS e confere à Amazon uma participação minoritária. O investimento inicial da Amazon na Anthropic será de US$ 1,25 bilhão, e as duas partes têm autoridade para acionar mais US$ 2,75 bilhões.


#Databricks capta US$ 500 milhões. Fundada em 2013, a empresa americana desenvolveu uma plataforma de dados em nuvem e análise com IA, usada por 10 mil clientes globais. A rodada teve participação da NVIDIA, Tiger Global e a16z. Com o aporte, seu valuation post-money saltou para US$ 43 bilhões — é a 8ª empresa privada mais valiosa do mundo e visa realizar seu IPO em breve.


#OpenAI anuncia DALL-E 3 integrado ao ChatGPT. A 3ª versão da IA generativa de imagens será lançada em outubro para usuários Plus e Enterprise. Integrado ao ChatGPT, os usuários do DALL-E 3 poderão gerar prompts melhores com auxílio da ferramenta. A OpenAI ainda não informou quando a versão gratuita será lançada ao público.


#Cisco anuncia aquisição da #Splunk por US$ 28 bilhões. A aquisição da empresa de segurança cibernética visa fortalecer seu negócio de software e capitalizar o uso crescente de IA e dados, reduzindo sua dependência da vertical de hardware. É a maior aquisição já feita pela Cisco. O negócio representa 10% do valor de mercado atual da Cisco.



📈 nuvini faz IPO na Nasdaq via SPAC; Impactos da recente janela de IPOs tech

Fundada em 2019 por Pierre Schurmann, a nuvini é uma holding de aquisição de negócios #SaaS #B2B (software as a service). Seu portfólio atual conta com sete startups: leadlovers, Ipê Digital, Effecti | Tecnologia para Licitantes, Datahub Analytics, ONCLICK, Mercos e Smart NX.


Avaliado em US$ 235 milhões (R$ 1,2 bilhão), o IPO foi realizado na Nasdaq no dia 4 de outubro via SPAC, depois da negociação junto à Mercato Partners durante oito meses. A nuvini é uma das 1ª empresas brasileiras a realizar seu #IPO na Nasdaq via #SPAC, junto com a #Semantix (que se fundiu à Alpha Capital e estreou na Nasdaq em 2022).


➡️ O que é um SPAC?


O modelo SPAC ("Special Purpose Acquisition Company", ou "Empresa de Propósito Específico de Aquisição") funciona como veículo de investimento via sociedade, que capta recursos através de IPO para adquirir um negócio posteriormente.


As #SPACs existem desde os anos 1990, mas o modelo atraiu mais interesse nos Estados Unidos a partir de 2014 até atingir o auge em 2021. Nesta ocasião, foram registradas 613 SPACs, levantando US$ 162 bilhões.


Esse modelo também é conhecido como "IPO do cheque em branco", dado que os responsáveis pelo SPAC (#sponsors) não identificam o target de aquisição. Porém, se o target não for atingido dentro do prazo (em geral, entre 18 meses e 24 meses após o IPO), a operação é liquidada e o dinheiro é devolvido ao investidores.



➡️ Por que a nuvini fez IPO via SPAC?


Uma das principais vantagens desse modelo é ser menos custoso e rápido que o IPO tradicional. A operação de #SPAC na #Nasdaq também visa abrir portas para novos investidores, pois traz uma exposição mais ampla ao mercado e dá mais visibilidade sobre sua estratégia de criação de valor.



Pierre Schurmann, fundador e CEO da nuvini, disse que a operação visa acelerar o crescimento da holding via futuras aquisições e expansão geográfica, mantendo a tese de empresas #SaaS #B2B menores ou concorrentes consideradas estrategicamente valiosas. Essa estratégia de crescimento também é usada pela #Totvs e #Stefanini, por exemplo.


O executivo também afirmou que a nuvini está examinando 17 negócios potenciais para aquisição no Brasil. A holding também pretende seguir com essa estratégia no México e na Colômbia no segundo trimestre de 2024.



➡️ Impactos do SPAC da nuvini e novas tendência de exit


Após 10 dias de realização da operação, a nuvini captou US$ 18 milhões. Segundo Schurmann, o valor ficou “bem abaixo” do esperado, de US$ 60 milhões.


Isso pode ser ser explicado pelo alto número de investidores originais do #SPAC que optaram por não participar da fusão e preferiam receber de volta o capital investido. Isso também é conhecido como #redemption. O valor mínimo para garantir a fusão era de US$ 12 milhões.


O cenário de alta global de taxas de #juros e crescimento da #inflação reduziu o número de SPACs nos últimos anos. Algumas SPACs não conseguiram concluir uma transação, o que levou à liquidação dessas sociedades e devolução de bilhões de dólares a investidores.


Para especialistas, há uma expectativa de melhoria no cenário macro sobretudo a partir de 2024. Isso traz no horizonte uma inversão da dinâmica vista nos mercados públicos e privados a nível global após a pandemia, seja #IPOs tradicionais ou #SPACs. Go deeper.



💵 Startups latino-americanas captam US$ 554 milhões em setembro

Depois de captar US$ 1,2 bilhão em agosto, com rodadas acima dos R$ 100 milhões, o ecossistema de inovação latino-americano recuou para US$ 554 milhões no mês, distribuídos em 66 rodadas, segundo dados da Sling Hub.


Porém, se olharmos o período correspondente aos meses de julho, agosto e setembro, registramos o melhor trimestre do ano. O volume investido na região totalizou US$ 2,5 bilhões no terceiro trimestre (3T'23), distribuídos em 224 rodadas.


O que chama a atenção é a liderança das fintechs em termos de investimento por setor; metade do valor foi direcionado para elas. Isso indica o mercado potencial e as diversas demandas da região em termos de soluções financeiras (crédito, conta digital, dentre outras). Outro dado que chama a atenção é a representatividade das startups brasileiras, que levaram 68% do montante.


➡️ Confira os detalhes do top 3 rodadas equity registradas em setembro


#Creditas capta US$ 70 milhões (R$ 350 milhões). Fundada em 2012, a fintech que oferece crédito como garantia realizou a 2ª extensão da rodada Série F, liderada pela base atual de acionistas, que inclui o fundador Sergio Furio. Em janeiro de 2022, a Creditas anunciou sua Série F e captou US$ 260 milhões. Seis meses depois, fez uma extensão de US$ 50 milhões. A fintech tem como meta atingir seu breakeven até o fim de 2023.


#Mottu capta R$ 250 milhões. Fundada em 2020, a startup oferece um ecossistema logístico de última milha — inclui aluguel de motos para entregadores de delivery. A rodada Série C foi liderada pela QED, com participação da Bicycle — é o 1º investimento da gestora na América Latina. A Mottu tem uma frota de 48 mil motos alugadas e 38 centrais de manutenção.


#Daki capta R$ 240 milhões. Fundado em 2020, o unicórnio brasileiro desenvolveu um aplicativo de entregas rápidas de mercado. A rodada Série D foi liderada pela Convivialité Ventures. A empresa opera a partir de dark stores e conta com 3.000 tipos de produtos em estoque próprio — inclui itens de mercearia, hortifruti, carnes, congelados e bebidas.



📢 Startups to Watch 2023; conheça as empresas vencedoras

Desenvolvido por Pequenas Empresas & Grandes Negócios (PEGN) e Época NEGÓCIOS, em parceria com as consultorias Elogroup e Innovc, o Startups to Watch (#STW) traz as empresas mais promissoras do ecossistema de inovação brasileiro.


A 6ª edição do STW 2023 teve 2.076 startups inscritas entre maio e junho. Desse total, apenas 100 foram selecionadas. Entre os critérios de classificação, estão: grau de inovação, potencial de mercado, escalabilidade, equipe, maturidade da solução e diversidade.

A4 Solutions | Agenda Edu | Agroforestry Carbon | AIPER | Ali | Alice | Aprova | Aterra | Audima | BHub | BioLinker | Bloom Care | BossaBox | Carefy | CashU | Cayena | Cogtive BR | Coleção.Moda | Company Hero | Conta Simples | Cromai | CUBi Energia | Culttivo | Darwin Seguros | Data Machina | Decarb™ | Mercado Diferente ≠ | Dinie | Docket Brasil | Doroth | Ease Labs Group | Educbank | Eduqhub | Effatha Agro | Epistemic | Fiscontech | Franq Open Banking | Frete Rápido | Fu2re Smart Solutions | Gomining | GYRA+ | Hauseful | HedGer | Hoff Analytics | Infleet - Gestão de Frotas | Inteceleri | IOUPIE | klavi | KOR Solutions | LandApp | Lastlink | Letrus | Livance | Ludos Pro | Lumx | Maestro ABM | Minds Digital | Monkey | Nanoativa Nanotecnologia Ativa LTDA | NAPP | NEOGENYS Diagnóstico Molecular | NeuralMind | NINA | Nonno | Nude. | O2eco Tecnologia Ambiental | Octa | Octágora | Onkos Molecular Diagnostics | Pagaleve | Pix Force | Proffer | Purple Metrics | QITECH | Restin Brasil | Rocket Lab | SciCrop® | Seedz | SetYou | Shaped 3D | SoFi | SoluBio | Spotx | StandOut | ST-One | SuperFrete | T&D Sustentável | Tabia Health | TAQE | TBIT Tecnologia S.A. | TideWise | TRACTIAN | Transfeera | Turn2C Consórcio Inteligente | Typcal | Upik | Vixting | Yapoli | Zazuu | Zoox

 

📈 Índices e ações


📊 Índices globais e big tech fecham setembro no vermelho; Ibovespa se mantém estável

O mês de setembro foi caracterizado por uma grande reversão nas expectativas sobre as taxas de juros globais. Apesar da inflação da economia americana ficar abaixo do esperado, o Fed sinalizou que os juros seguirão em patamares elevados por mais tempo. Go deeper.


A queda vista na 2ª quinzena no mês foi puxada pela decisão de juros nos Estados Unidos. Entre as #bigtechs, o destaque negativo foi a #NVIDIA. Depois do "boom" provocado pela IA generativa, as ações foram penalizadas no período pelo temor de redução da demanda por chips da NVIDIA no curto prazo. A tese de investimentos na NVIDIA divide opiniões em Wall Street.


O #Ibovespa fechou o mês praticamente no zero a zero, no patamar de 116 mil pontos. O índice acumulou alta de 0,71%. O desempenho do índice também foi impactado pela decisão do Copom, que sinalizou a manutenção da #Selic em patamares elevados por mais tempo que o esperado. Go deeper. As empresas brasileiras do setor de tecnologia listadas na #B3 tiveram um desempenho inferior, em comparação às listadas na #Nasdaq e #NYSE.



🪙 Bitcoin acumula alta de 4%; FTX obtém aprovação judicial para vender criptomoedas

Na contramão dos principais índices globais, o mercado cripto registrou baixa volatilidade em setembro. Apesar da #FTX obter aprovação judicial para liquidar criptoativos e das decisões da #SEC (CVM dos Estados Unidos), não houve mudanças significativas nas cotações no período.


Pela 1ª vez desde 2017, o mercado cripto escapou do "efeito setembro", caracterizado pelos resultados negativos. O Bitcoin (#BTC) fechou o mês no patamar de US$ 26 mil (cerca de R$ 130 mil), com alta acumulada de 4%.


A queda vista na 1ª quinzena de setembro está associada à aprovação judicial da liquidação de criptomoedas da FTX. A decisão estabeleceu o reembolso de clientes em dólares, a venda de US$ 100 milhões em criptomoedas por semana e celebrou acordos de hedge e staking.


#ZoomOut: Essa medidas foram estabelecidas a fim de minimizar os riscos de volatilidade no mercado cripto relacionados à liquidação — apesar dos temores, não houve volatidade significativa no período. Até então, a plataforma tinha US$ 3,4 bilhões em criptomoedas — inclui Solana, Bitcoin e Ether. A FTX decretou falência em novembro do ano passado.


Gary Gensler, presidente da SEC, reforçou que o BTC não é valor mobiliário em depoimento ao Comitê de Serviços Financeiros. Contudo, Gensler se recusou a comentar sobre o lançamento de #ETFs com exposição direta ao BTC, que está atualmente sob análise do regulador americano.

 

🔍 Análise Macro


🌎 Macro Global

O mês de setembro foi marcado pela incerteza no cenário externo. O anúncio do Fed fez o mercado assumir uma postura avessa ao risco, que resultou no fortalecimento do dólar e na queda das bolsas a nível global.


➡️ Estados Unidos

No dia 20 de setembro, o FOMC decidiu manter a taxa básica de juros na faixa de 5,25% a 5,50% ao ano — é o maior nível desde 2001 e a decisão ficou em linha com o consenso. A decisão visa convergir a inflação para a meta de 2% ao ano.


Porém, o Fed sinalizou que as taxas de juros podem permanecer elevadas por um período mais longo, a depender dos riscos inflacionários associados ao nível de atividade da economia americana — destaque para a resiliência do mercado de trabalho e preço dos combustíveis.


Outros dois fatores que podem pesar na dinâmica dos juros é a greve dos trabalhadores da indústria automobilística e o risco de paralisação do governo americano (#shutdown).



➡️ China

Pela 1ª vez em seis meses, o Índice de Gerentes de Compras (PMI) do setor industrial da China saltou de 49,7 (agosto) para 50,2 (setembro) — o PMI acima de 50 indica expansão do nível de atividade da economia chinesa, enquanto abaixo de 50 indica contração.


Apesar dos sinais de estabilização no setor industrial, a dinâmica do setor imobiliário local, o recuo nas exportações, o alto nível de desemprego entre jovens e a baixa demanda interna indicam um ritmo de recuperação da economia chinesa mais lento que o esperado.



🚩 Macro Brasil

Em linha com o consenso, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu reduzir a taxa básica de juros (Selic) em 0,5 pontos percentuais, para 12,75% ao ano na 257ª reunião, realizada entre os dias 19 e 20 de setembro.


A decisão considerou o cenário #externo, de elevação das taxas de juros de longo prazo dos Estados Unidos e a perspectiva de menor crescimento na China, ambas exigindo maior atenção por parte de países emergentes.


No cenário #doméstico, dada a resiliência dos indicadores de atividade econômica (PIB, inflação e mercado de trabalho), somada ao compromisso com a política fiscal e à dinâmica do cenário externo, o Copom sinalizou que o corte de juros ocorrerá de forma menos acelerada.

 

📩 Principais notícias do mês


Brian Chesky, CEO do Airbnb, disse que a empresa está “arrumando a casa”, apostando em programas de fidelidade, locações de longo prazo e outras melhorias para atrair mais anfitriões e hóspedes.


#ZoomOut: O atual cenário é desafiador para o Airbnb, dados o aumento dos preços de locação de imóveis de curto prazo e a ampliação da concorrência no setor. A empresa também foi penalizada pelas mudanças de regras sobre aluguel em Nova York, que representava 80% do seu negócio inicial.


O novo recurso permitirá que comerciantes aceitem o Apple Pay, cartões (crédito e débito) por aproximação e carteiras digitais com o iPhone ou aplicativo do parceiro para iOS. O “Tap to Pay” funcionará como uma maquininha. A 1ª parceira confirmada é a CloudWalk, dona da rede de maquininhas InfinitePay. Outras plataformas de pagamentos serão integradas em breve.


No dia 12 de setembro, a Apple lançou o novo modelo do seu smartphone, o iPhone 15. A novidade custa a partir de US$ 799 nos Estados Unidos, é 10% mais leve, tem câmera aprimorada e bateria mais duradoura. A big tech também divulgou os novos modelos do Apple Watch e do AirPods.


Porém, dados preliminares indicam que as vendas do iPhone 15 na China (2º maior mercado da Apple) ficaram aquém do modelo anterior. Isso é reflexo de um consumo mais fraco, bem como a ascensão de rivais, como a Huawei, que lançou seu smartphone recentemente.



A 4ª Vara do Trabalho de São Paulo condenou a empresa por danos morais coletivos e obrigou a registrar em regime CLT mais de 500 mil motoristas que prestam serviço pelo aplicativo. Em nota, a Uber disse que irá recorrer da decisão e que não irá adotar nenhuma das medidas exigidas antes que todos os recursos sejam esgotados.



Em nota, a companhia que oferece um marketplace de contratação de prestadores de serviços disse que distribuirá o valor de R$ 223 milhões disponível em #caixa aos acionistas — equivalente a R$ 4,40 por ação.Em 2021, a GetNinjas fez seu #IPO e captou R$ 482 milhões. Desde então, as ações da companhia desvalorizaram 70%. O valor que será restituído equivale a seu market cap atual.



Das 38 propostas recebidas pelo #BNDESPar, 2 fundos de capital seed (empresas com faturamento de até R$ 16 milhões) e 4 de venture capital (faturamento de até R$ 300 milhões) foram selecionados.


A iniciativa também deve mobilizar mais R$ 2,1 bilhões da iniciativa privada para o fortalecimento do mercado de capitais e das empresas de base tecnológica nacionais. Confira os nomes das gestoras com fundos selecionados:

  • Fundos de #VC: Astella, Noon Capital, Good Karma Ventures, DNA Capital

  • Fundo #Seed: KPTL, Cedro Asset, Antler, Patagonia Capital

 

📌 Recomendações do mês


🟢 "Fintech 100: The most promising fintech startups of 2023" by CB Insights

O ranking traz as 100 startups do setor financeiro mais promissoras do mundo em 2023. A 6ª edição do ranking (anterior "250 FIntech") traz um mix de empresas de 24 países em diferentes estágios de maturidade, desenvolvimento de produtos e financiamento. Entre os destaques, está a brasileira #C6Bank e as empresas criadas por brasileiros #Nomad e #Brex. Go deeper.



✉️ Se inscreva aqui para receber as próximas cartas direto no seu email!

Esta apresentação foi elaborada pela Snaq com informações disponíveis ao público. A Snaq não faz qualquer representação ou garantia quanto à exatidão, plenitude e confiabilidade das informações, estimativas ou projeções contidas nessa apresentação. Nada neste material deve ser entendido como uma promessa, recomendação ou representação do passado ou do futuro. A Snaq se exonera, expressamente, de toda e qualquer responsabilidade relacionada ou resultante da utilização deste material.


Este material foi preparado apenas para fins informativos e não deve ser interpretado como recomendação de investimento, uma oferta de compra ou venda de quaisquer valores mobiliários ou instrumentos financeiros.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


news.png
Receba a principal curadoria do ecossistema de inovação

Newsletter semanal e carta de análise mensal, no seu e-mail, com tudo o que você precisa saber!

bottom of page