top of page

News #153 | Pix de R$ 1,2 bilhão + Fusão da Mobly e Tok&Stok

Alguém encaminhou a #SnaqNews pra você? Se inscreva e se junte aos 30 mil leitores!



☕ Antes de conferir a melhor curadoria de inovação, a Snaq quer ouvir sua opinião sobre o tema mentoria. Leva só três minutinhos para responder aqui!

 

💰 Surpresa de bilhões | Pix de R$ 1,2 bilhão é o maior valor já registrado. O valor foi registrado em dezembro de 2022, e outros detalhes da operação não foram divulgados pelo Bacen. Vale destacar que o Pix bilionário foi exceção: 93% das transações feitas por pessoas físicas (PFs) são até R$ 200 e o valor médio foi de R$ 257.

  • 2,9 bilhões de transações (+107% A/A) | R$ 1,2 trilhão transacionados (+67% A/A)

  • 133 milhões de PFs já usaram (77% da população brasileira adulta)


💡 Inovação em pauta | Governo Federal anuncia R$ 66 bilhões para inovação com juros baixos. Desse total, R$ 16 bilhões serão distribuídos por editais e não serão devolvidos. O restante será usado como linha de crédito para fomentar a inovação na indústria brasileira com juros nominais de 4% ao ano — é a menor taxa de juros já registrada.

  • O montante será proveniente do BNDES (R$ 20 bilhões) e do Finep (R$ 40 bilhões), e os aportes serão feitos até 2026. Até então, para projetos de inovação, o BNDES praticava juros entre 13% e 15% ao ano.


🏭 Menos empresas | Brasil perde 428 mil empresas entre janeiro e junho de 2023. No mesmo período do ano passado, o saldo negativo foi de 83 mil. O número não considera MEIs e é calculado a partir da diferença entre empresas que abriram e fecharam. Entre as razões que levaram à redução da quantidade de empresas, estão: dificuldades de gestão financeira, alto nível de endividamento da população e o reaquecimento do mercado de trabalho formal.


🖥️ Educação digital | 76% dos brasileiros não têm habilidades digitais básicas. A categoria abrange a quantidade de pessoas que não conseguem anexar documentos em e-mails e baixar aplicativos, por exemplo. O país está abaixo da média da América Latina (29%) e dos países da OCDE (64%). Para habilidades intermediárias, como usar fórmulas básicas no Excel, esse número salta para 88% da população brasileira.

 

💵 Foco no breakeven | Creditas capta US$ 70 milhões. Fundada em 2012, a fintech oferece crédito como garantia. A 2ª extensão da rodada Série F foi liderada pela base atual de acionistas, que inclui o fundador Sergio Furio.

  • Em janeiro de 2022, a Creditas anunciou sua Série F e captou US$ 260 milhões. Seis meses depois, fez uma extensão de US$ 50 milhões. A fintech tem como meta atingir seu breakeven até o fim do ano.


🚗 Recarga de veículos elétricos | EZVolt capta R$ 10 milhões. Fundada em 2019, a startup desenvolve soluções de recarga de veículos elétricos. É o 2º aporte liderado pelo Vibra Ventures (fundo de VC da antiga BR Distribuidora) — a EZVolt recebeu um aporte de R$ 5 milhões em 2022. A Vibra está instalando estações de carregamento da EZVolt nos postos Petrobras, com energia fornecida pela Comerc, que também integra seu portfólio de energia renovável.


🌱 Gestão agro | iRancho capta R$ 7,2 milhões. Fundada em 2016, a agtech criou uma plataforma de gestão utilizada por 3.500 propriedades rurais localizadas em diversos países — inclui Brasil, Estados Unidos e Inglaterra. O aporte foi liderado pelo BB Ventures, fundo de CVC do Banco do Brasil gerido pela MSW Capital.


🖥️ Talentos tech | Prosper capta R$ 1,5 milhões. Fundada em 2019, a edtech desenvolve programas de formação (bootcamps) de talentos tech. Desde então, formou 1.700 profissionais e gerou contratações em 60 empresas. A rodada contou com Din4mo Ventures, 2.5 Ventures, Gran Capital e investidores-anjo.

 

🎯 Fusão sinérgica | Mobly e Tok&Stok fecham acordo de fusão. O acordo para unir as duas operações contou com home24 (controladora da rede Mobly) e o fundo de private equity Carlyle (controlador da Tok&Stok). A nova empresa poderá ter um ganho de R$ 200 milhões em sinergias, em especial por questões logísticas.

  • A operação será feita via troca de ações — 80% da nova empresa ficará para os acionistas da Mobly e 20% para os sócios da Tok&Stok. A operação implica em um prêmio de 70% frente ao preço de mercado atual da Mobly. Para especialistas, a operação une varejo físico (Tok&Stok) e online (Mobly) em meio a um cenário desafiador para o setor.


📺 Gigante da mídia | Globo aumenta participação na Eletromidia. A empresa de mídia “out of home” elevou seu “poison pill” (mecanismo de proteção para acionistas minoritários) para 27,5%. Com isso, a Globo elevou sua participação de 19,5% para 27%. A operação custou R$ 200 milhões.

  • A expectativa é que a Globo faça em breve uma oferta pelo controle da Eletromidia, devido às sinergias entre os dois negócios e a necessidade de novos catalisadores de receita. Com R$ 14 bilhões em caixa, estima-se que a Globo desembolse R$ 3 bilhões na operação.


🏋️ Nova controladora | Mubadala Capital adquire 51% da Bluefit. A operação foi avaliada em R$ 464 milhões — R$ 350 milhões de aporte e R$ 114 milhões direcionados para a aquisição das ações dos atuais sócios — e está sujeita à aprovação do CADE. Fundada em 2015, a Bluefit é a principal concorrente da Smartfit. Em 2021, tentou fazer seu IPO e levantar R$ 600 milhões, mas o plano não foi concretizado devido às condições do cenário macro.

 

📲 Arquitetura de chips | Arm planeja levantar apenas US$ 4,8 bilhões em IPO. Seu objetivo inicial era levantar US$ 10 bilhões. Parte dessa redução se deve à compra da participação de 25% do Vision Fund (SoftBank). Outros fatores considerados é a dinâmica do mercado de smartphones, avanço da IA e riscos dos negócios da empresa na China.

  • Um dos IPOs mais aguardados do ano, a Arm tem um papel crucial na cadeia de produção de chips. Entre seus clientes, estão Apple, NVIDIA e Intel. Após o IPO, o SoftBank ainda controlará 90% das ações da Arm, e o restante está na mira das gigantes da tecnologia.

  • A Arm possui a propriedade intelectual por trás da arquitetura de computação de smartphones — inclusive o iPhone. A Apple foi uma das primeiras empreas a se unir à Arm, na década de 1990. A big tech é uma das principais interessadas na compra de ações e renovou seu contrato a Arm até 2040.


😎 De olho no metaverso | Meta e LG anunciam parceira. A iniciativa visa criar o Meta Quest 4 Pro, óculos de realidade virtual (VR) concorrente do Apple Vision Pro. O lançamento está previsto para 2025 e deve custar US$ 2.000 (R$ 10 mil) — o dispositivo da Apple custará R$ 3.500, segundo a big tech.

  • Em paralelo, a companhia de Mark Zuckerberg decretou o fim do home office — assim como a Amazon e o Google — e anunciou o fim do serviço de notícias na Europa devido aos conflitos com as diretrizes de publicidade e privacidade locais.


🖥️ Fim do WordPad | Lançado em 1995 pela Microsoft, o editor de texto foi gradualmente substituído pelo Notepad (Bloco de Notas) e Word. A data de remoção do WordPad do Windows não foi divulgado. Em paralelo, a Microsoft disse que está atualizando o Notepad, que terá novos recursos — inclui salvar e restaurar arquivos de forma automática.

 

Comentarios


news.png
Receba a principal curadoria do ecossistema de inovação

Newsletter semanal e carta de análise mensal, no seu e-mail, com tudo o que você precisa saber!

bottom of page