Tesla: carros elétricos nunca foram tão necessários

[Review] A Tesla chama atenção pela produção, não só dos carros elétricos e baterias, mas pelas polêmicas envolvendo seu CEO e alguns problemas de produção. Esse combo fez com que a empresa automobilística americana se tornasse referência no segmento e uma das queridinhas de tecnologia sustentável. Conheça a história da Tesla e alguns dados sobre os últimos anos da companhia.

SHARE

Tesla fundação, sede, startus, abertura de capital e market cap

Fundada em 2003 pelos engenheiros Martin Eberhard e Marc Tarpenning, a Tesla chama atenção desde o início de suas atividades com seu modelo inovador de negócio. Atuando no segmento automobilístico, a especialização da companhia está no desenvolvimento, produção e venda de automóveis elétricos, componentes para motores e produtos à base de baterias.

Atualmente, a Tesla é uma empresa privada de capital aberto desde 2010 e como é de costume entre as startups, só foi dar lucro três anos depois em 2013. Neste meio tempo, ocorreu o lançamento e distribuição do Model S - segundo modelo de carro da empresa - e há quem diga que a empresa que neste período a empresa quase faliu. sobre foi um grande marco, mas que acabou trazendo problemas após um dos carros pegar fogo ao colidir com outro carro. Em 2016, a companhia entrou para o ranking das 10 marcas automobilísticas mais valiosas do mundo, com um valor estimado em US$4,436 bilhões.

Receita Tesla

Em 2017 a receita da Tesla foi de US$11,7 bilhões, um ano depois o valor quase dobrou e o resultado final foi de US$21,4 bilhões. Com um crescimento bem menos acelerado, em 2019 esse valor ficou em US$ 24,5 bilhões. 

A composição da receita também é um ponto interessante a ser analisado. Diferente de outras montadoras, apesar da receita majoritária vir da venda de automóveis, outros serviços da empresa começam a mostrar tração como por exemplo, o segmento voltado para energia.

Composição da receita Tesla

Outros dados relevantes

Prejuízo líquido da Tesla

Earning per share Tesla

Elon Musk, o CEO online

E se estamos falando da Tesla, não poderíamos deixar de falar de Elon Musk, o CEO da Tesla. Figura emblemática e ativa nas redes sociais, investiu milhões na companhia em 2004, quando o projeto de carros elétricos não era algo ainda de interesse público. O executivo, além de estar à frente da empresa desde então, já foi responsável por variações bruscas no preço das ações devido suas declarações um tanto quanto polêmicas. Em maio deste ano, por exemplo, Musk twittou que os preços das ações da companhia estavam muito altos, no mesmo dia os papéis caíram 29%.

Tendências

Devido os últimos desenvolvimentos e lançamentos da Tesla, especialistas acreditam que as ações, assim como o negócio, se tornarão cada dia mais fortes. A questão ambiental é uma pauta importante para esse crescimento. Segunda a legislação recente aprovada pela União Europeia, até 2035 100% dos carros produzidos no bloco deverão ser à combustão ou híbridos. A ação é uma forma de redução da poluição do ar. Paris, Madri, Cidade do México e Atenas, coloram como data limite para 2025. No Brasil, a proibição passa a valer a partir de 2030, sendo que a partir de 2040, os automóveis a combustão não poderão sequer circular pelo país. Hoje a Tesla é o nome mais conhecido no mundo quanto a produção de carros elétricos, além disso, a empresa vem se consolidando quanto a produção de baterias e outros produtos do segmento tecnológico sustentável.