23 - jul

SnaqTime: Ataque cibernético, Twitter hackeado e IPO da maior fintech do mundo

Muito tem sido falado sobre a proteção de dados na internet e essa semana uma das maiores e mais influentes redes sociais do mundo sentiu o baque. Como se não bastasse, a luta pela vacina trouxe consigo o roubo de informações confidenciais. Quem tá espionando quem? Existe mocinho e vilão? O TikTok que o diga, cada semana um novo banimento, dessa vez não só pela questão de dados. Enquanto isso, a maior fintech do mundo não para de se fortalecer. Ficou sabendo do maior IPO dos últimos anos? Só por essa introdução já deu pra sentir que essa news está está 🔥🔥. Seja bem-vindo a mais uma edição, vamos lá?

Alguém está seguro?

Overview:

Na última semana várias contas do Twitter foram hackeadas para espalhar um golpe envolvendo criptomoedas. O que chamou atenção nessa ação foram os perfils envolvidos: Bill Gates, Barack Obama, Kim Kardashian, Joe Biden, Jeff Bezos, além de diversos outras grandes marcas como a Apple e Uber.

O hack aconteceu a partir de uma ferramenta interna de administração do Twitter. Assim que a fraude foi notada, a rede social bloqueou grande parte de perfils verificados do mundo, impedindo que os mesmos twittassem até que o problema fosse resolvido.

Context:

Este golpe, apesar de ser o primeiro dessa magnitude, é bem frequente na rede. A ação visa hackear contas e postar mensagens com propagandas convincentes, levando os seguidores a executar diferentes ações. Embora os twittes tenham ficado pouco tempo disponíveis, o principal endereço de blockchain envolvido coletou mais de 12,5 bitcoins, o que equivale a aproximadamente US$ 116.000. Com o ocorrido, as ações do Twitter chegaram a cair até 4%.

Go deeper: TechCrunch | Axios

Prepare-se para o maior IPO do ano

Overview:

A Ant Financial, a maior fintech do mundo, anunciou essa semana que pretende abrir capital esse ano simultaneamente nas bolsas de Hong Kong e Shanghai. A expectativa do mercado é que este seja o maior IPO dos últimos anos. Em 2018, a gigante chinesa levantou US$ 14 bilhões em uma rodada que a avaliou em US$ 150 bilhões. Ao total a empresa já garantiu mais de US$ 22 bilhões em quatro aportes. Especialistas avaliam a empresa controlada pelo Alibaba em cerca de US$ 200 bilhões, tornando-se o unicórnio mais valioso do mundo.

Why it matters:

A abertura de capital tem o objetivo de fortalecer o domínio do Ant Group na China, já que sua rival Tencent vem ganhando espaço no mercado. Além disso, a companhia com mais de 1,3 bilhões de usuários, quer ultrapassar fronteiras. Segundo eles, no início de 2020, a Ant Financial já tinha acordos com mais de 250 instituições financeiras no mundo, mas o grande desafio está em conquistar o mercado americano, visto a tensão entre EUA e China.

Go deeper: Tech Crunch | Suno Research

Mais um capítulo da saga TikTok

Depois de outros bloqueios no mundo, agora quem baniu o TikTok foi o Paquistão. Segundo comunicado oficial das autoridades do país, vários segmentos da sociedade reclamaram do conteúdo dos vídeos que supostamente são "imorais e obscenos" . Em comunicado ao TechCrunch, o porta voz da ByteDance, dona do TikTok, informou que a empresa tem estratégias de moderação de conteúdo e que só em 2019 removeu mais de 3 milhões de vídeos de usuários do país. Atualmente, o Paquistão tem 216 milhões de habitantes, destes 40 milhões são usuários de internet, sendo que em 2019 o TikTok foi o app mais baixado no país.

Ainda falando sobre o centro dos holofotes da mídia e de diferentes governos, o TikTok tenta se distanciar da imagem de aplicativo chinês e diminuir a pressão que vem sofrendo dos EUA. A empresa planeja criar 10 mil empregos no país nos próximos três anos. Só em 2020, a rede social foi de 500 funcionários em solo americano para cerca de 1.400. Vale dizer que dentre o planejamento desses 10 mil funcionários, especulasse a contratação de pelo menos 35 lobistas, cujo principal objetivo é convencer o governo americano da independência do aplicativo em relação ao governo chinês, e claro, evitar o banimento no país.

Go deeper: TechCrunch | Axios | CNN

Quantos cartões cabem na sua carteira?

Overview:

A XP acaba de lançar seu próprio cartão de crédito. O objetivo é oferecer mais serviços financeiros em sua plataforma, fortalecendo seu negócio e cortando a ligação de seus clientes com grandes bancos. À principio o cartão será testado por aproximadamente mil funcionários e agentes autônomos. A intenção é que o lançamento para a base da companhia aconteça no quarto semestre desse ano, junto com o lançamento da conta digital e dos serviços de pagamento.

Context:

A XP atingiu 2,3 milhões de clientes no final de junho, um ganho de um milhão comparado com o ano passado. Segundo a divulgação de dados da empresa, 70% nas novas contas foram abertas diretamente da plataforma, mas são os agentes autônomos que trazem tíquetes maiores. Nas últimas semanas quatro escritórios autônomos de agentes migraram para o BTG, significando uma perda de R$ 13 bilhões em custódia para a XP.

Go deeper: Brazil Journal | Neofeed

Todo mundo quer a vacina!

A internet facilitou a troca de informações, mas também o roubo de dados sigilosos. Claro, que em meio a uma pandemia, a corrida pela descoberta da vacina é um dos maiores objetivos do mundo. Já começando a ser testada, o Reino Unido afirmou que a Rússia estaria tentando hackear dados de suas pesquisas através de ataques cibernéticos. A Russia nega as acusações e afirma que é impossível atribuir atos de pirataria informática a um país especifico.

Outro país que também se pronunciou sobre ataques online de roubo de informações sobre a vacina foi os Estados Unidos. O departamento de justiça norte-americano denunciou dois hackers chineses suspeitos de roubar dados sigilosos, assim como violar propriedade intelectual de empresas americanas. Ambos trabalhavam para o ministério de Segurança da China.

Go deeper: G1 | O Globo

Antes de acabar...

Apple divulga plano para se tornar "carbon neutral" até 2030. Go deeper

Itaú atinge participação superior a 5% na Linx. Go deeper

Dona da OLX compra unidade de classificados do eBay por US$ 9,2 bi. Go deeper

Gostou do que leu por aqui? Essa foi uma baita de uma edição!

Nas nossas redes sociais você encontra muitas outras analises e gráficos exclusivos diariamente. Nos encontramos lá?

Obrigada por estar conosco em mais uma semana, até quinta que vem!

Com carinho, Ju Dal'Ava